quarta-feira, 24 de março de 2010

A China, o Google e a Palavra profética

O governo chinês proibiu definitivamente as atividades da empresa Google em seu território nesta semana, alegando que a empresa não cumpriu as determinações para funcionamento no país. O buscador Google já estava sendo monitorado e censurado há algum tempo e agora o governo de Pequim resolveu proibir totalmente suas atividades.

O tamanho e o potencial de mercado da China é realmente fabuloso: 400 milhões de consumidores. A gigante norte-americana computaria muitos lucros em tal mercado. Certo é que no embate entre os dois gigantes China X Google, esta saiu perdendo. Pelo menos por enquanto.

A bola da vez passa agora a estar em Hong Kong. O Google transferiu para a outrora colônia britãnica todas as suas operações. A China censurava os acessos quando se tratavam de assuntos como o massacre da Paz Celestial ou a ocupação do Tibete, por exemplo. Em Hong Kong estes assuntos e outros, a princípio, poderiam ser acessados sem restrição. Porém, é só uma questão de tempo para que os filtros de censura também ali sejam aplicados e Hong Kong perda sua liberdade pois a cidade pertence à China mas goza de relativa autonomia. Todo conteúdo disponível nos sites de busca da internet passa obrigatoriamente pela aprovação do Departamento de Informação e Propaganda.

A China é uma potência mundial e os comunistas governam com mão de ferro. O controle que o governo exerce sobre a opinião e o fluxo de informações contrárias à sua ideologia é ferrenho. Mantendo-se a proibição, perderá a empresa Google, mas também o público consumidor chinês pelo que o Google tem a oferecer em serviços na web. Porém, o Google, apesar de ser o maior site de buscas do mundo, na China ele fica em segundo lugar, bem distante do chinês Baidu.com.

Biblicamente falando, cremos que o papel da nação chinesa no futuro governo mundial será um tanto quanto ambíguo. Não acreditamos que o Anticristo dominará este país como fará com vários outros. Creio que o Anticristo dominará toda a terra como está escrito em Apocalipse 13. Mas na China creio que será diferente. Não podendo mais a empresa Google operar no país, ali não poderá o Anticristo utilizar suas ferramentas e exercer seu domínio sobre a população. Mas certamente, outras ferramentas e tecnologias serão utilizadas para que o governo mundial anticristão seja implementado.

A China com seu governo comunista ditatorial e supressor das liberdades individuais, é somente uma pequena amostra do que será o futuro governo anticristão mundial. O Google com seu cadastro de milhões de usuários e com suas tecnologias de vigilância através das câmeras do Street View disponível no Google Earth ou no Google Maps por exemplo, proporcionará um poder sem paralelo para o Anticristo sobre a vida de cada pessoa que possui seu cadastro em algum dos serviços do Google. Acreditamos que em seu futuro governo mundial, ele não vai hesitar em dominar a vida dos usuários ao redor do mundo, através da manipulação de suas informações nos arquivos da gigante norteamericana.

Apesar desta saída do Google da China, tudo pode mudar, como o próprio país dos mandarins tem mudado e crescido a cada dia. Para nós servos de Cristo, é importante ficarmos atentos ao que se passa no panorama mundial porque os sinais do retorno de Jesus Cristo se multiplicam cada vez mais bem como os sinais de que o mundo terá um governo unificado com um super-mandatário a ditar os rumos dos habitantes do planeta, dirigindo-os a adorar a Satanás em sua própria e infame pessoa conforme a palavra profética.

Sendo assim, vamos continuar servindo ao Senhor com fidelidade, nosso testemunho nesses tempos do fim deve ser a cada dia mais fiel. Anunciemos com propriedade o santo Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo que pode verdadeiramente resgatar o homem da lama do pecado.

Pense nisto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário