quinta-feira, 24 de junho de 2010

Kaká, o evangelista, Juca, o ateu


Não vejo mal nenhum em um jogador de futebol ou atleta de qualquer outro esporte, declarar publicamente sua fé. Esta manifestação não significa de forma alguma de que o desportista está "enfiando goela abaixo sua fé nos outros" como infelizmente declarou o jornalista Juca Kfouri respondendo ao jogador da seleção brasileira de futebol Kaká, quando este em uma entrevista em 22 de junho disse que o referido jornalista atacava sua fé pessoal em seus artigos escritos no jornal Folha de S.Paulo.

Em resposta a esta entrevista, Kfouri disse que não professa fé alguma e referiu-se como "seitas" as igrejas evangélicas. Disse que nada tem contra qualquer igreja mas disse que era contra o merchandising religioso, é contra a propaganda religiosa fora de hora e de lugar, disse que se alguém quer fazer demonstração de fé, há lugares próprios para isso, em casa ou na igreja. Afirmou que na Copa das Confederações, realizada na África do Sul em 2009 e ganha pelo Brasil, houve "espetáculo de mau gosto religioso" por causa da demonstração de fé dos jogadores (veja na foto a mensagem na camiseta de Kaká) e por isso a Fifa proibiu tais atitudes a partir desta Copa do Mundo. Juca Kfouri ressaltou que ele não tem problema com a fé de ninguém, apenas contra a propaganda fora de hora e de lugar tão somente.

Obviamente, toda questão envolve dois lados. Analisemos o lado defendido pelo insigne jornalista. É verdade sim de que há fiéis em qualquer igreja ou religião que abusam na demonstração de sua fé a outros. Que importunam as pessoas, porque muitas vezes podem fazer uma abordagem indevida em locais e momentos impróprios (pense nisto lembrando das Testemunhas de Jeová, por exemplo). Mas não se pode generalizar, porque o jornalista disse que isto significa "enfiar goela abaixo sua fé nos outros". Neste ponto vejo que ele, como ateu declarado, obviamente não iria perder a oportunidade para "alfinetar" a religiosidade e, no caso, a fé cristã de Kaká.

Por outro lado, se nós como crentes em Cristo, formos dar ouvidos a estes formadores de opinião como o jornalista Juca Kfouri, estaremos desobedecendo o que tão claramente nos exorta a Palavra de Deus (At 5.28,29). Sempre haverão aqueles que irão se opor à proclamação da fé em Cristo. O Evangelho suscita oposição ferrenha por parte destas pessoas. Kfouri é apenas mais um. O que achamos interessante é que dentre os ateus declarados, com publicações onde "descem o lenho" na fé cristã, estão homens como Richard Dawkins, Daniel Dennett, Sam Harris, o falecido José Saramago e outros. Eles se opõe ao Evangelho fazendo exatamente a pregação do credo ateísta. Ou seja, através de livros, artigos, entrevistas e debates, também tentam "enfiar goela abaixo" o seu Ateísmo.

A mesma reclamação fazem os defensores do homossexualismo e defensores do aborto. Reclamam sobre os crentes denunciarem taxativamente o pecado tanto de uns como de outros. E fazem também a militância dos ateus, desejando que a opinião pública "engula" a opção homossexual, seu estilo de vida, os casamentos entre gays ou entre lésbicas, bem como fazer que se aceite que o feto não é um ser humano e, portanto, se a mulher assim o desejar, pode e deve ser eliminado de seu organismo.

Kaká sempre declarou seu amor a Jesus e compromisso com Ele. Não induz ninguém a aceitar a fé que possui. Apenas, como bom discípulo que é, proclama sua fé com constância, não tendo nenhuma vergonha disto. Não é um chato, alguém que perturba o sossego de outros falando de Cristo a torto e a direito, sem a devida sabedoria e prudência. Até onde sabemos, nunca ouvimos falar de que tenha constrangido algum companheiro de profissão, nunca tentou, usando a expressão de nosso competente jornalista, "enfiar goela abaixo" o Evangelho aos seus companheiros. O zagueiro Lúcio, também é outro que declara sua fé em Jesus Cristo e nunca ouvi falar nada contra ele de que importunaria seus companheiros de profissão com sua fé.

Todavia, que nenhum cristão se escandalize com estas notícias. Isto nada é comparado ao que será no futuro bem próximo, onde, segundo a Palavra profética, ninguém estará a salvo do alcance do governo mundial anticristão, e quanto aqueles que fizerem profissão de fé em Jesus Cristo, serão impiedosamente caçados e exterminados. Falo isso para alertar a todos. Não melhorará o mundo no tocante a aceitar livremente que o Evangelho seja apregoado e testemunhado. Na verdade, essa hostilidade aumentará gradativamente, até resultar numa grande apostasia e rebelião contra Deus e Seu Ungido, capitaneado pelo Anticristo (Sl 2; Dn 7.25; 11.36,37; 2Ts 2.3,4). Os cristãos neste período da história que está por vir, serão sumariamente mortos por sua fé em todo o mundo.

Viva sua fé em Cristo e testemunhe com coragem, a Bíblia diz: "Vigiai, estai firmes na fé; portai-vos varonilmente, e fortalecei-vos" (1 Co 16.13). E ainda: "Todas as coisas sejam feitas com amor" (v.14).

Saiba que Deus é com aqueles que O amam, testemunham e servem fielmente. Pense nisto.

7 comentários:

  1. A paz do Senhor, varão. Fico feliz com irmão ter me encontrado. Olha, sobre o assunto futebol não aceito sob pretexto algum que nosso Criador está nesse negócio. É uma forma de mundanismo na igreja e escânda-lo para palavra de Deus. Um esporte que leva as pessoas a embriagar-se, matar, dizer palavrões, etc. etc. etc, não tem ligação com santificação. A chama do Espírito Santo de Deus está sendo apagada no seio da igreja, e o refrão que mais se ouve é: não tem nada a ver. Como cidadão do céu procuro me envolver com as coisas de cima, quem é da terra que continue a se preocupar com as coisas daqui. Obrigado pelo primeiro contato. Fique na paz.

    ResponderExcluir
  2. Querido irmão Marinho, obrigado por seu contato, porém, com todo respeito, concordo em parte com suas palavras, mas por outro lado tenho de discordar. No que discordo é quando o irmão fala sobre o futebol ser mundanismo e escândalo para o reino de Deus. Acaso praticar algum esporte é pecado? O apóstolo Paulo em 1Co 9.24-27, menciona dois esportes praticados na Grécia antiga: corrida e pugilato. Citou estes esportes, não condenando-os, mas numa comparação com a vida de santificação que o cristão deve ter. Um nobre uso do esporte, o senhor não acha? Em nenhum momento, há alguma palavra de condenação contra a prática desportiva. Discordo também quando o irmão diz que um esporte que leva as pessoas a embriagar-se, matar, dizer palavrões não tem ligação com a santificação. Nem todos que praticam futebol fazem estas coisas meu irmão. Quem sou eu para julgar, conforme fala Tiago (4.11,12) aquele que tem o futebol por profissão, como seu ganha-pão e que fez confissão de fé em Jesus? Realmente, NÃO TEM NADA A VER! Um outro aspecto é que estes que são profissionais do esporte e servem a DEUS, tem que cumprir a Grande Comissão (Mt 28.19,20; Mc 16.15,16; At 1.8) ali entre seus demais companheiros de trabalho. O que o senhor acha disto? Se o senhor é cidadão do céu como eu sou também, deve se envolver com as coisas do alto (Cl 3.1,2) e envolver-se com as coisas do alto significa pregar a Palavra de Deus a todas as pessoas. Quem em sua igreja estará evangelizando lá no meio dos esportistas? Alguém que queira ter o esporte por opção profissional, crente em Jesus e sinceramente desejoso de alcançar vidas para o Reino de Deus? Ninguém, suponho, porque para o senhor esporte é pecado! Concordo sobre o que disse acerca de vivermos uma vida de santificação. A Bíblia diz para sermos santos em TODA nossa maneira de viver (1Pe 1.15,16). Ou seja, abrange o crente em qualquer atividade lícita, como o esporte é também. Ali, ele pode servir sim a Deus em santidade e seu testemunho alcançará igualmente outras vidas para Jesus. Pense nisso meu querido e que Deus o abençoe.

    Cicero Ramos

    ResponderExcluir
  3. Caro irmão! Gostei muito de seu blog, você trata de muito assunto que são relevantes para a vida cristã na sociedade moderna. Muitos dos mesmos assuntos tenho comentado em meu blog.
    Elaborei uma resposta a este assunto do ateismo em meu blog, inclusive citei sua postagem, se quiser visitar, é bem-vindo.
    Em Cristo!

    ResponderExcluir
  4. meu blog é http://pietismoluterano.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Acessei seu blog e comentei, obrigado e parabéns pelo seu belo trabalho.

    Cicero Ramos

    ResponderExcluir
  6. já estou seguindo também...
    verdade, estamos até bem perto. Vc é de que Igreja? Tenho um colega de estudos Assembleiano aí em Joinville, o Rodrigo de Aquino http://ocioteologico.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Congrego na Comunidade Cristã Siloé, Pastor Evaldo Duque Estrada, uma igreja evangélica independente. Também fui assembleiano há algum tempo e tenho bons amigos lá. Conheço o Rodrigo embora não sejamos amigos chegados. Então ensina Teologia aí em Timbó/

    ResponderExcluir