domingo, 9 de agosto de 2009

Sem imitação não há missão


Você, que é cristão já parou para pensar de que, como seguidor de Jesus Cristo, discípulo dele, nós, você e eu, estamos sob ordens expressas dadas pelo fundador da ecclesia, dadas pelo Senhor da igreja? Isto porque há muitos cristãos que vivem somente uma religiosidade, são apenas cristãos no sentido de serem adeptos do Cristianismo ou "cristianismos" por aí. É preciso de uma vez por todas que reconheçamos o que tão claramente está estabelecido nas páginas da Bíblia, principalmente no Novo Testamento e que o mundo reconheça claramente o verdadeiro seguidor de Cristo. A Bíblia diz, no NT em Atos 11.26 que em Antioquia os discípulos foram pela primeira vez chamados de cristãos. Creio que os moradores da cidade quer gentios quer judeus, observaram claramente e sem nenhuma dúvida que, aquele pequeno grupo de homens e mulheres estavam sob as ordenanças e modo de ser de Jesus Cristo. E uma evidência clara disto é que estes seguidores de Cristo Jesus não se detiveram em ficar em Antioquia e adjacências, mas comissionaram dois dos melhores cristãos e líderes que tinham e os enviaram a anunciar a mensagem que os conquistara a outros povos além mar. Paulo e Barnabé navegaram pelo Mar Mediterrâneo chegando a ilha de Chipre primeiro e depois à Ásia Menor (hoje Turquia) e pregaram o evangelho para outros povos. Seria muito mais fácil e cômodo Paulo e Barnabé permanecerem na igreja em Antioquia, eles eram mestres e ensinaram aos irmãos durante ano inteiro. Mas, se fizessem isso, se ficassem somente na igreja e não cumprissem o que expressamente Jesus já ordenara na Grande Comissão (Mt 28.19,20; Mc 16.15,16 e At 1.8), eles cometeriam o mesmo erro da igreja de Jerusalém: em Lucas 24.49  Jesus disse aos apóstolos para que ficassem em Jerusalém até que do alto fossem revestidos de poder, depois, conforme o versículo 47, se pregaria o arrependimento para perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém. Ou seja, em Atos 2 eles são então batizados com o Espírito Santo, recebem a promessa do Pai, porém vemos que não cumpriram a comissão dada pelo Senhor, ficaram apenas em Jerusalém! Nossa constatação é que, hoje, em diferentes níveis e modos, é o que está acontecendo com a igreja cristã. A religiosidade é marca registrada em muitos crentes, a religiosidade gera comodidade e comodidade expressa falta de visão da fé cristã , acredito que transforma-se em uma subespécie de fé pois se a pregação, a proclamação (gr. kerigma) são condições fundamentais para que a fé cristã se expanda, então há algo muito errado em crentes e igrejas que ficam ensimesmadas, encaramujadas, engessadas em seu status quo e não despertam para a verdadeira realidade que consiste nisso: "Pois Deus estava em Cristo reconciliando consigo mesmo o mundo, não levando em conta as transgressões dos homens; e nos encarregou da mensagem da reconciliação" (2 Co 5.19). Gostaria de te chamar a atenção para este fato: Jesus não nos chamou para sermos cristãos-religiosos, ele nos chamou para sermos cristãos mas, note, para a  verdadeira acepção da palavra, discípulos, seguidores, imitadores. Por favor, pense nisto!              

2 comentários:

  1. Deus le bendiga muito!Hacia adelante en Cristo hermano.

    ResponderExcluir
  2. Gracias por su comentario hermano sea bienvenido siempre Dios te bendiga

    ResponderExcluir